Skip to content
Início » Conheça o peixe betta – como cuidar dele? – Portal Melhores Amigos

Conheça o peixe betta – como cuidar dele? – Portal Melhores Amigos


O peixe betta (Betta splendens)  é uma espécie exótica, ou seja, que não faz parte da fauna brasileira, e de água doce. Seu habitat natural é o Sudeste asiático e é conhecido por ser belo e briguento. Por causa de seu temperamento violento, ele também é conhecido como “peixe-combatente” ou “peixe-de-briga”.

Na natureza, a espécie costuma viver em fossas, áreas alagadiças e arrozais, principalmente na China. Ou seja, é um peixe habituado a locais com água de qualidade ruim. “Graças a um órgão chamado labirinto, semelhante a um pulmão, a espécie retira do ar atmosférico o oxigênio necessário para sua sobrevivência”, explica Shyrlei Braith Bertorello, médica-veterinária, consultora técnica e gerente comercial da Aquática Brazil.

Ela também ressalta que o betta costuma ser uma espécie apropriada para a iniciação no mundo do aquarismo. “O betta, com certeza, é o peixe mais popular dentro do que a gente chama de aquarismo ou aquariofilia. Normalmente, ele é o peixe de entrada no nesse hobby, pois as pessoas acreditam que é mais fácil de cuidar. Porém, como especialista, não concordo com isso. O aquário pequeno é sempre desafiador. Aquários grandes são mais práticos de cuidar e mais simples para se manter o ambiente em equilíbrio para a sobrevivência dos peixes e do ecossistema”.

“Minha fama de mau”

A violência da espécie é justificada pelo ambiente em que viviam na natureza. Devido à escassez de nutrientes e alimento, é necessário ser bom de briga para proteger seu território e ter alimento disponível. A agressividade é ainda maior entre dois machos, o que já fez com que fossem usados para rinhas, assim como cães e galos. Por causa deste histórico, a veterinária recomenda que iniciantes no aquarismo só tenham um betta por aquário.

“O aquário ideal para o betta deve ter, pelo menos, 10 litros. Recomenda-se também usar filtragem. Por muito tempo se comercializou a espécie em espaços pequenos e sem filtragem, porém, este tipo de ambiente não é indicado para iniciantes. A ideia de usar um aquário maior e filtro, visa dar qualidade à água e bem-estar para o betta, para tê-lo mais ativo e mais bonito”, ressalta Bertorello.

Sobre o filtro, o ideal é que sua potência seja baixa para movimentar pouco a superfície da água. Além disso, termostatos são necessários, principalmente no inverno, pois aquários pequenos são mais sensíveis à variação térmica do ambiente, e os bettas sofrem muito com variações bruscas de temperatura.

Dieta

Eles são peixes onívoros, mas se alimentam muito bem de ração, que é o recomendado. Sempre use rações comerciais de qualidade alta, é um investimento pequeno e duradouro. Porém, quando só há um betta, é importante atentar-se para não deixar oferecer rações muito velhas. A primeira coisa que se perde nas rações são as vitaminas. Então, mantenha seu potinho fechado e limpo. Umidade em excesso também pode prejudicar a qualidade do alimento.

“As famosas bolinhas, sempre de boa qualidade, são oferecidas uma de cada vez. Espere ele comer. Aí você vai oferecer novamente, e esperar ele comer. Faça esse processo até notar que seu betta já está com interesse menor. Aí você cessa a alimentação. Você pode alimentar duas ou três vezes por dia, mas o interessante é você alimentar enquanto ele come e nunca deixar sobrar ração. A ração estraga a qualidade da água e pode promover fungos dentro do aquário, então a gente nunca pode deixar sobrar alimento”, explica a médica-veterinária.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *