Skip to content
Início » 5 elementos que promovem bem-estar e felicidade

5 elementos que promovem bem-estar e felicidade

sala de jantar com tons neutros na mobília e revestimentos


Você já pensou em como o seu espaço de moradia influencia o seu bem-estar e a sua felicidade? A arquitetura de interiores é uma área que se dedica a projetar e decorar ambientes internos, levando em conta não apenas a estética, mas também a funcionalidade, o conforto e a saúde dos ocupantes.

Para entender melhor como a arquitetura de interiores pode melhorar a qualidade de vida das pessoas, a arquiteta Patricia Miranda, que comanda o escritório Raízes Arquitetos, separou os 5 elementos que promovem o bem-estar e a felicidade, afirmando que eles são essenciais aos projetos.

1. Layout funcional

Projeto: Raízes Arquitetos | Foto: Cacá Bratke

O layout é como os móveis e os objetos são distribuídos e organizados em um ambiente, segundo o seu tamanho, formato e função. Um layout funcional é aquele que atende às necessidades e às expectativas dos moradores, facilitando o seu dia a dia e otimizando o uso do espaço.

Patricia explica que o layout funcional é definido a partir do briefing que ela recebe dos seus clientes, ou seja, um conjunto de informações sobre o seu perfil, o seu estilo de vida, os seus hábitos e as suas preferências.

Assim, ela pode criar um ambiente personalizado, que reflita a personalidade e as necessidades de cada um.

Além disso, ela afirma que o layout funcional também segue os princípios arquitetônicos de proporção, equilíbrio, harmonia e hierarquia, que garantem uma boa distribuição das áreas de convívio, trabalho, descanso e privacidade.

2. Iluminação adequada

quarto de casal com harmonia de cores e iluminação
Projeto: Raízes Arquitetos | Foto: Cacá Bratke

A iluminação é um elemento que tem um grande impacto na percepção e na sensação que temos de um ambiente. Uma iluminação adequada é aquela que proporciona claridade, conforto visual e atmosfera adequada para cada tipo de atividade e de cômodo.

Participe do nosso canal no WHATSAPP com dicas RÁPIDAS e FÁCEIS para a sua casa. Acesse ~> clicando aqui.

Patricia destaca que a iluminação adequada depende de vários fatores, como o tipo de lâmpada, a cor da luz, a intensidade, a direção e a distribuição das fontes luminosas. Ela também ressalta a importância de aproveitar a luz natural, benéfico para a saúde, o humor e a economia de energia.

A arquiteta diz que a iluminação adequada varia conforme a função do ambiente.

Por exemplo, em uma cozinha, a iluminação deve ser clara e direta, para facilitar as tarefas e a limpeza. Já em um dormitório, a iluminação deve ser suave e indireta, para criar um clima de relaxamento e aconchego.

3. Ventilação e qualidade do ar

ampla esquadria de vidro em sala de estar de apartamento
Projeto: Raízes Arquitetos | Foto: Cacá Bratke

A ventilação é a circulação de ar em um ambiente, que pode ser natural ou artificial.

Dessa forma, a ventilação e a qualidade do ar são fundamentais para a saúde e o bem-estar das pessoas, pois evitam o acúmulo de umidade, poeira, mofo, odores e poluentes, que podem causar alergias, irritações, infecções e doenças respiratórias.

A arquiteta enfatiza que devemos considerar a ventilação e a qualidade do ar em qualquer estilo arquitetônico, pois são essenciais para a nossa vida. Ela recomenda que os ambientes tenham janelas amplas e bem posicionadas, que permitam a entrada de ar fresco e a saída de ar viciado.

Ela também sugere o uso de ventiladores, ar-condicionado e purificadores de ar, quando necessário, para melhorar o conforto térmico e a qualidade do ar.

4. Cores e materiais adequados

sala de estar ampla neutra com cores vibrantes em detalhes

As cores e os materiais são elementos que influenciam na estética, na sensação e na durabilidade de um ambiente. Aliás, é interessante que eles combinem entre si, que expressem a identidade e o gosto dos moradores e ofereçam conforto tátil e visual.

Patricia explica que as cores e os materiais adequados também dependem do tamanho e da função do ambiente. Ela diz que, em geral, as cores claras e naturais e os materiais de qualidade contribuem para criar uma sensação de amplitude, tranquilidade e conforto.

Ademais, ela afirma que é importante variar as cores e os materiais, para criar contrastes e pontos de interesse.

5. Integração com a natureza e espaços externos

área externa com espaço gourmet e poltronas suspensas
Projeto: Raízes Arquitetos | Foto: Edson Ferreira

Por fim, a integração com a natureza e os espaços externos é a conexão que estabelecemos com o meio ambiente, por meio de plantas, jardins, varandas, sacadas, terraços e outros elementos que nos aproximam da natureza.

Logo, ela é benéfica para a nossa saúde física, mental e emocional, pois nos proporciona beleza, frescor, relaxamento, equilíbrio e energia.

Para a arquiteta, é crucial a importância de estarmos conectados com a natureza, especialmente em tempos de isolamento social e de estresse.

Ela diz que a natureza nos lembra das nossas origens, nos acalma, nos inspira e nos renova. Ela aconselha que os ambientes tenham plantas, flores, vasos, quadros, adesivos e outros elementos que nos remetam à natureza.

Ainda, há a sugestão de que os espaços externos sejam aproveitados para o lazer, o convívio e o contato com o sol e o ar livre.





Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *